"A Vida, como a fizeres, estará contigo em qualquer parte." (Autoria desconhecida)

Oração para um Feliz Ano Novo

Senhor Deus, dono do tempo e da eternidade,
teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro.

Ao iniciar mais um ano,
paro minha vida diante de teu calendário,
que ainda não comecei, e te apresento estes dias,
que somente tu sabes se chegarei a vivê-los.

Hoje, te peço para mim
e para todos os meus familiares,
parentes e amigos, a paz e a alegria,
a fortaleza e a prudência,
a lucidez e a sabedoria.
Quero viver cada dia com otimismo e bondade,
levando por toda parte
um coração cheio de compreensão e paz.
Que meu espírito seja repleto somente de bênçãos,
para que as derrame por onde eu passar.

Enche-me de bondade e alegria,
para que todas as pessoas
que eu encontrar no meu caminho
possam descobrir em mim um pouquinho de ti.

Dá-me um ano feliz e ensina-me a repartir felicidade.
Amém!

Com carinho fraterno
Tony Mendes

De A a Z um nome que seu filho não quer ter


Na contramão dos livros que sugerem nomes para os filhos dos outros, Prodoctor investiu na pesquisa e trouxe para você, caro leitor, algumas sugestões de nomes que seu filho não quer ter, e que estão por aí assustando ouvidos incautos e trazendo alegria ao fígado alheio.

A – Abecê Nogueira, Antônio Dodói, Argonauta Sucupira, América do Sul Brasil Santana.

B – Baião de Dois Azevedo, Benemérita do Rêgo Grande, Barrigudinha Seleida, Brasil Valente, Brasil Guarani das Missões.

C - Cavalo Antônio, Chevrolet da Silva Ford, Colapso Cardíaco da Silva, Cólica de Jesus, Comigo é Nove na Garrucha Trouxada.

D – Delícia Costa Melo, Dinosauro Carlos da Silva Rios, Diva Gina dos Santos, Doctor Bravo Mendes, Divina Anunciação.

E- Éter Sulfúrico Amazonino Rios, Epílogo Campos, Exolvidres Ponta Fina Amolador da Ponta Grossa, Eva Gina Melo.

F – Faraó do Egito de Souza, Flávio Cavalcanti Rei da Televisão Brasileira Nogueira, Fé Esperança e Caridade.

G - Gêngis Khan Camargo, Gerunda Gerundina Pif Paf Guimarães Peixoto, Gilete Queiroga de Castro, Gol Santana da Silva, Gueythysmayny Silva Brasileiro, Gywalraydy Silva Brasileiro.

H – Himeneu Casamenteiro das Dores Conjugais, Hiprafodito da Silva, Holophontina Raimunda dos Prazeres.

I – Ib de Deus Silva, Ilegível Inelegível da Silva, Inocêncio Coitadinho Sossegado, Ita Missa Est.

J – Janeiro Fevereiro da Silva Março, João Bebe Água, João Sem Sobrenome, João Gonzaga do Imposto de Renda.

K – Koala da Silva e Castro, Kanaatan de Moura, Kruagten de Moura.

L – Lança Perfume Rodo Metálicos de Andrade, Lisarb César Estrela, Luz do Sol Clemente, Lúcifer Maria da Conceição.

M – Maria Privada de Jesus, Magnésia Bisurada do Patrocínio, Mijardina Pinto.

N – Naída Navinda Navolta Pereira, Napoleão Sem Medo e Sem Mácula, Numa Pereira do Vale, Nacional Futuro Provisório.

O – Oceano Atlântico de Sá, Oceano Pacífico de Sá, Optatus Nehemias Eustáquio, Orbilantina de Paula.

P – Pacífico Pacato Cordeiro Manso, Pedro Leva Tapa Na Cara de Almeida, Placenta Maricórnia, da Letra Pi.

Q – Quodwalt Deus Gomes Vinha.

R – Restos Mortais de Catarina, Remo Longo, Remédio Amargo, Radjamontes Brasil, Rolando Caio da Rocha, Rolando Pelas Estradas Abaixo.

S – Saber Abreu, São Sebastião do Rio de Janeiro, Suplício Medeiros, Sousabrasil Madeira de Lei, Sérgionivebaldo de Fonseca.

T – Tfernandes Laurindo, Talher Araújo, Tanajura Vai Com As Outras, Telésforo Gamado da Silva, Tom Mix Bala, Treze de Maio de 1888.

U – Último de Carvalho, Último Vaqueiro,Um Dois Três de Oliveira Quatro, Universo Cândido, Urano Magalhães.

V – Vandregésimo Solteiro, Verme Marques.

W – Washington Luis Moço, Waterloo Napoleão de Lima.

X – Xisto Betuminoso Zeno Valoes, Xilderico Alarico de Freitas.

Y – Yolanda Picão, Yokaanam Oceano de Sá.

Z – Zinder Esculágio, Zorro da Silva.


Extraído do livro “Nomes pouco comuns” de Nelson Souto Mayor

Arthur e a guerra dos dois mundos - Luc Besson

Último volume da série infanto-juvenil do cineasta e escritor francês Luc Besson. M., o Maldito, aproveitou a abertura do raio da Lua para crescer e passar para o mundo dos humanos e, agora, essa criatura abominável mede mais de dois metros e está decidida a conquistar novas terras. Mas será que vale a pena lutar contra um monstro gigantesco quando se mede apenas dois milímetros de altura?

Arthur e os minimoys - Luc Besson

Arthur é um garotinho de 10 anos às voltas com os problemas do mundo dos adultos. Seu avô está misteriosamente desaparecido, seus pais estão sem trabalho, e sua avó está prestes a perder a casa para um empresário maldoso. Mas nem tudo está perdido. Arthur sabe de um segredo que pode salvar a casa de sua avó - um tesouro escondido em algum lugar do jardim. Como encontrá-lo? Com muita aventura e fantasia, começa a história que leva nosso pequeno herói para um mundo mágico onde vivem pequeninos e encantadores seres - a Terra dos Minimoys.

O Veleiro de Cristal - José Mauro de Vasconcelos

O livro é um convite ao leitor para uma viagem a bordo do "Veleiro de Cristal", uma casa de praia que Edu, garoto de treze anos, transforma em um mágico navio. Após sofrer uma delicada cirurgia, o menino de cabeça grande, aleijado e esquecido pelos familiares luta para superar as dificuldades, velejando nos mares da fantasia, do sonho e da imaginação com a querida tia Anna e os amigos: o tigre Gabriel, a coruja Mintaka e o sapo Bolitrô. História sensível, repleta de poesia que resgata o encontro das coisas mais singelas da vida.

Olga - Fernando Moraes

O livro de Fernando Morais consegue nos colocar em contato com toda a atmosfera de tensão vivida pelos comunistas no Brasil de Getúlio Vargas, em plena década de 1930. Retrocede até antes disso para nos fazer conhecer as origens dessa judia alemã que se juntou aos camaradas russos para tentar propagar a revolução proletária mundo afora. Relata sua vinda para o Brasil aonde veio a trabalhar com Prestes na fracassada tentativa de insurreição conhecida historicamente como Intentona Comunista de 1935.
Independentemente dos resultados das ações desencadeadas pelos comunistas no Brasil, o importante é relatar a história dessa jovem mulher que abraçou uma causa com tanto fervor que teve que verdadeiramente se sacrificar em favor de suas crenças e ideais.
Mulher altiva, de beleza inconteste, oriunda de família bem estabelecida na Alemanha, Olga não se acomodou a uma situação de conforto burguês e resolveu aderir aos movimentos internacionais de trabalhadores. Era a ponte para vôos muito mais altos que passavam necessariamente por Moscou. Reuniões de partido, militância entre a juventude comunista, treinamentos militares, além de grande perícia com as armas acabaram colocando essa militante de olhos claros no caminho da América Latina.
Seu destino parecia irremediavelmente traçado pelo fato de um notável e respeitado líder latino-americano também estar em Moscou, se preparando para deflagrar o socialismo no maior país dessa região do mundo, o Brasil. Tratava-se de ninguém menos que Luís Carlos Prestes. Precedido de enorme fama e de grande consideração pelos próprios russos, em virtude de sua liderança expressiva durante a chamada Coluna Prestes, o ex-militar brasileiro conseguia na União Soviética os recursos e aliados necessários para a revolução proletária no Brasil.
Convocada a participar dessa campanha do outro lado do Atlântico, no hemisfério sul, em terras tupiniquins, Olga viajou ao lado de Prestes como se fosse sua esposa, num transatlântico onde se destacavam grandes figurões do capitalismo internacional e algumas proeminentes figuras do nazismo alemão. Disfarçados de prósperos investidores, viviam a antítese de tudo aquilo que defendiam...
Sua vida se torna ainda mais interessante a partir do momento em que se envolve emocionalmente com o conhecido Cavaleiro da Esperança. De mero disfarce para que não fossem identificados como líderes revolucionários de esquerda, Olga e Prestes acabariam se tornando um casal apaixonado, mesmo que o amor fosse considerado pela alemã como um sentimento burguês que teria que desprezar em sua existência.
Desse relacionamento surgiria uma gravidez e isso tornaria ainda mais dramática e difícil a situação da mulher de Luís Carlos Prestes. Amotinados em 1935, contando com o apoio de uma estrutura que não existia, insuflada pelos sonhos dos milhões de simpatizantes e filiados da sua fachada política conhecida como Aliança Nacional Libertadora (ANL), Olga e Prestes viram ruir o sonho do socialismo no Brasil da década de 1930.
A prisão de seus maiores e mais próximos colaboradores colocou a própria vida dos dois em risco. Aprisioná-los se tornou questão de honra para o virulento Filinto Müller, chefe maior da polícia política de Vargas, encarregado de caçar Prestes a qualquer custo. Capturados, Prestes e Olga foram separados para sempre. O grande elo de sua união permanecia ligado umbelicalmente a Olga, sua futura filha Anita Leocádia Prestes. Apesar disso e de todos os protestos desencadeados em terras brasileiras contra o aprisionamento do casal e particularmente as condições desumanas de vida a que estava exposta a jovem e grávida mulher de Prestes, Olga foi sentenciada ao degredo em seu país de origem, a Alemanha.
E o mais aterrorizante de tudo isso é lembrar que são princípios elementares do nazismo tanto o anti-semitismo (a perseguição aos judeus) quanto o anti-comunismo (que gerou violenta repressão política e ideológica contra os esquerdistas), portanto, o futuro de Olga e de seu bebê pareciam tenebrosos.
Olga é, sem dúvida, uma das maiores contribuições de Fernando Morais para a literatura nacional. Livro de ritmo denso, rico em reconstituições e detalhes, produto de intensa pesquisa em arquivos no Brasil e no exterior, com uma narrativa que faz com que se pareça com uma obra de ficção, encanta o leitor da primeira a última página. Só queremos largar o livro depois de seu final e prendemos o fôlego e as lágrimas várias vezes.

D.Pedro II - José Murilo de Carvalho

D. Pedro II governou o Brasil por quase meio século, de 1840 até a proclamação da República, em 1889. Durante todo esse tempo fez de tudo para se adequar ao padrão de equilíbrio e austeridade do governante perfeito, sempre racional e dedicado aos interesses do país. Mas, em privado, Pedro d'Alcântara passou a detestar cada vez mais as solenidades públicas e viver o exercício do poder como um fardo. É essa figura contraditória, ao mesmo tempo majestática e rebelde, que José Murilo de Carvalho descreve nesta biografia que vai muito além do retrato convencional do imperador imponente, com suas longas barbas brancas e seus penetrantes olhos azuis. 'Ser ou não ser' era o dilema de um homem que oscilava entre a coroa imperial de D. Pedro II e a cartola comum de Pedro d'Alcântara. Dando igual atenção a ambas as facetas do monarca, o historiador o revela como uma personalidade complexa e torturada entre o dever e o desejo, o Estado e as paixões pessoais. Por um lado, ficamos assim conhecendo a atuação política de um monarca que procurou manter a moderação nas lutas políticas do seu tempo, teve a coragem de preservar a liberdade de imprensa e conduziu o Império à vitória na Guerra do Paraguai. Por outro, vem à tona a figura de um homem tímido, oprimido pelo próprio poder, às vezes inconformado com os sacrifícios pessoais que lhe eram exigidos e, sobretudo, nem sempre capaz de conter suas paixões - como a que por décadas o ligou à preceptora de suas filhas, a condessa de Barral.

Enfim ... é Natal !

Que o Espírito de Natal do Cristo vivo
que vai nascer permaneça pelo infinito
em cada um de vocês,
cheio de luz, de paz, de alegria,
de saúde, mas sobretudo com muito amor,
sabedoria e otimismo.
Feliz Natal!

Enem 2009 - Provas e Gabaritos

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), organizador do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2009, divulgou as versões corrigidas do gabarito oficial. Clique nos links abaixo e confira as provas e os respectivos gabaritos:

Amor de Pai

Programa de Computador para deficiente visual

Esta matéria diz respeito a um programa de computador utilizado por pessoas com deficiência visual. O material foca um caso específico, o de Isabela, para mostrar como a tecnologia pode contribuir para a inserção das pessoas cegas no mundo digital.

Inclusão do deficiente visual

Este vídeo mostra como deve ser o processo de inclusão de crianças com deficiência visual.

Escola do Futuro: uma experiência portuguesa

Crescimento da educação a distância

Educação a distância


Apresentação dos ideais da educação a distância (e-learning) e de um grupo de "fazedores destes ideais" Canoas, Rio Grande do Sul, Brasil.
- Texto e Criação por Lígia Futterleib
- Música de fundo: Semente do Amanhã, Gonzaguinha
(Lígia Futterleib é professora da ULBRA/RS)

Considerações de Pierre Lévy sobre Educação à Distância

Smile - Charlie Chaplin - voz de Michael Jackson

Mulheres - Martinho da Vila

A INCLUSÃO EDUCACIONAL DO DEFICIENTE AUDITIVO

A inclusão do aluno com surdez deve acontecer desde a educação infantil até a educação superior, garantindo-lhe, desde cedo, utilizar os recursos de que necessita para superar as barreiras no processo educacional e usufruir seus direitos escolares, exercendo sua cidadania, de acordo com os princípios constitucionais do nosso país. A inclusão de pessoas com surdez na escola comum requer que se busquem meios para beneficiar sua participação e aprendizagem tanto na sala de aula como no Atendimento Educacional Especializado. O aperfeiçoamento da escola regular em favor de todos os alunos é primordial e os professores precisam conhecer e usar a Língua de Sinais, entretanto, deve-se considerar que a simples adoção dessa língua não é suficiente para escolarizar o aluno com surdez. Assim, a escola comum precisa implementar ações que tenham sentido para os alunos em geral e que esse sentido possa ser compartilhado com os alunos com surdez. Mais do que a utilização de uma língua, os alunos com surdez precisam de ambientes educacionais estimuladores, que desafiem o pensamento, explorem suas capacidades, em todos os sentidos. Se somente o uso de uma língua bastasse para aprender, as pessoas ouvintes não teriam problemas de aproveitamento escolar, já que entram na escola com uma língua oral desenvolvida. Trabalho realizado pelo Grupo "Filhos do Silêncio". Componentes: Antonio Mendes, Beatriz Coelho, Elisângela Rocha, Núbia Ribeiro e Vanilton Nunes para a disciplina Inclusão de Tecnologias Assistivas do Curso de Especialização em Tecnologia da Educação da PUC-Rio.

Quer dar uma olhada no trabalho, então, clique aqui.